Governo anuncia 8 toneladas de medicamentos para Minas Gerais

A presidente da República, Dilma Rousseff, determinou nesta sexta-feira (6) que o Ministério da Saúde envie 8 toneladas de kits de medicamentos para as regiões afetadas pelas chuvas em Minas Gerais.
Segundo informou o porta-voz da Presidência, Rodrigo Baena, Dilma está em contato direto com os governadores dos estados mais afetados pelas enchentes, Antonio Anastasia (Minas Gerais), Sérgio Cabral (Rio de Janeiro) e Renato Casagrande (Espírito Santo).

As 8 toneladas a serem enviadas a Minas compõem 40 conjuntos de remédios e insumos estratégicos que incluem antibióticos, anti-inflamatórios, analgésicos, antiparasitários, ataduras, máscaras, luvas, entre outros itens.

As oito toneladas de medicamentos serão suficientes para atender cerca de 60 mil pessoas, segundo assessoria do ministério. Cada pacote é composto por 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos estratégicos com capacidade para atender até 500 pessoas desabrigadas e desalojadas por três meses.

A pasta informa que o envio será feito em duas etapas: duas toneladas ainda nesta sexta-feira, por volta das 22h, e mais seis toneladas no sábado (7). Carregamento semelhante, com 4 toneladas de remédios, foi enviado para o Rio de Janeiro nesta quinta.

Segundo assessoria, profissionais de vigilância e atenção à saúde da Força Nacional do SUS (Sistema Única de Saúde) foram disponibilizados para os três estados mais afetados (MG, RJ e ES).
Nesta manhã, Dilma se reuniu com o ministro da Defesa, Celso Amorim. De acordo com Baena, o ministro informou à presidente que batalhões de engenharia do exército estariam "de prontidão para auxiliar no que for necessário e especialmente no acesso a áreas isoladas e operações de resgate".

De acordo com a Defesa Civil de Minas Gerais, oito pessoas já morreram no estado desde o começo do período de chuvas, em outubro. Uma mulher está desaparecida em Santo Antônio do Rio Abaixo.

No total, 142 municípios foram atingidos pelas tempestades durante o período, afetando cerca de 2,1 milhões de pessoas. Destas, 9.880 pessoas estão desalojadas e outras 512 estão desabrigadas. Até esta quinta-feira (5), 101 casas e 89 pontes foram destruídas.
Fonte: G1

« Voltar
  • Mercado
  • Empresa
MP processa Londrina por falta de medicamentos e irregularidades
MP processa Londrina por falta de medicamentos e irregularidades
Governo anuncia 8 toneladas de medicamentos para Minas Gerais
A presidente da República, Dilma Rousseff, determinou nesta sexta-feira (6)…
Intoxicação infantil por medicamentos é cada dia mais comum
 Pesquisa divulgada pelo Centers for Disease Control and Prevention’s Medication…
Empresa de Logística Hospitalar reformula site.
A Cemed Logística Hospitalar, especializada em Gerenciamento e abastecimento de…
Cemed inaugura centro de distribuição em Votorantim
A Cemed Logística Hospital inaugurou em Agosto/ 2010 o seu…

© Copyright 2011 – Cemed – Logística Hospitalar

Tel / Fax: 0XX 11 5102-4540
E-mail: sac@cemedlog.com.br
Endereço: Rua Professor Santiago Dantas, 271
São Paulo - SP CEP 05690-010

Siga-nos